"O Portal Top em Notícias do Sul”

ECONOMIA: Emater recupera Filantropia por mais três anos - RS

12/03/2014 10:50

A comemoração se espalhou nesta terça-feira pelo parque de exposições da Expodireto, em Não-Me-Toque, no norte gaúcho, depois do anúncio, feito a 280 quilômetros de distância, no Palácio Piratini, de que a Emater/Ascar ficará isenta de pagar contribuições sociais até março de 2017. Sem o atestado de filantropia, a entidade corria o risco de fechar as portas.

O Certificado de Entidade Beneficente de Assistência Social (Cebas), concedido pela ministra do Desenvolvimento Social, Tereza Campello, garante ao menos por três anos a sobrevivência da entidade.

O documento não elimina o passivo de cerca de R$ 2 bilhões cobrado na Justiça pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), a título de dívida previdenciária e outras obrigações sociais. Pode ao menos impedir uma execução judicial.

O órgão presta serviços gratuitos de assistência técnica e extensão rural a 250 mil famílias de agricultores familiares.

A concessão do certificado, que será confirmada hoje em publicação no Diário Oficial da União, atende a um pedido feito pela Emater/Ascar em 2003, depois de o Conselho Nacional de Assistência Social acatar uma representação do INSS questionando o caráter filantrópico da entidade.

– A certificação só foi possível por que o pedido foi feito em 2003, e analisamos a legislação à época, que permitia à Emater ser enquadrada como entidade beneficente – explicou a ministra, ao lado do governador Tarso Genro, que celebrou a entrega.

– A Emater é uma entidade importante para a agricultura familiar, e sem o certificado poderia deixar de existir em médio prazo – afirmou Tarso.

Funcionários comemoram em uma festa improvisada

Poucas horas depois do anúncio em Porto Alegre, funcionários da Emater estouraram dezenas de balões brancos em uma festa improvisada em Não-Me-Toque. O presidente do órgão, Lino De David, disse estar aliviado:

– Se eu falar demais, vou me emocionar. Em 54 anos, nunca vi uma luta que unificou o Estado assim – afirmou David, ao relatar que a batalha pelo retorno da filantropia da Emater/Ascar uniu políticos de todos os partidos.

Pela estimativa do dirigente, o certificado garante que o órgão deixe de pagar R$ 60 milhões por ano.

Pendências no passado e para o futuro

Embora tenho obtido o certificado de filantropia, a Emater/Ascar-RS ainda tem de discutir a dívida de R$ 2 bilhões que ficou pendurada. O documento tem prazo de validade até março de 2017. Um grupo de trabalho integrado por Emater, Estado e União e criado em dezembro de 2013, passará a tratar da dívida acumulada com o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), segundo o presidente da entidade, Lino De David. O dirigente não reconhece a dívida e avalia que o órgão deveria ficar livre do débito.

Duas alternativas serão analisadas pelo grupo: uma negociação administrativa com a União e um acordo judicial.

A ministra do Desenvolvimento Social, Tereza Campello, acrescentou que essa comissão incluirá representantes do Tesouro Nacional, para “buscar uma solução definitiva para a entidade”.

Outro problema é o fato de o certificado não poder ser renovado depois de expirar, em março de 2017, pois contraria a legislação atual, que inclui regras específicas de assistência social.O Sistema Único de Assistência Social, em vigor atualmente, não contemplaria a Emater/Ascar, uma entidade privada sem fins lucrativos, como um órgão beneficente.

– Não temos plano B. Vamos adequar a Emater para manter a filantropia, com ajustes na legislação – afirmou David.

Problema se arrasta há mais de 20 anos

Por que havia risco de a Emater encerrar o trabalho no Rio Grande do Sul?
Quando foi criada, em 1971, a Emater no Rio Grande do Sul teve uma formatação diferente da que foi feita no restante do país. No Rio Grande do Sul, a entidade foi unificada com a Ascar, fundada em 1955, e passou a atuar como uma entidade privada sem fins lucrativos, e denominada, desde então, Emater/Ascar. Nos outros Estados, a Emater é um órgão público.

Que dívida está sendo cobrada da Emater?
Em 1992, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) passa notificar a entidade por contribuição previdenciária patronal não arrecadada. A regra prevê contribuição de 20% sobre a folha de salários. No mesmo período, o INSS pedia a retirada do benefício de filantropia, o que ocorreu em 2003, quando o Conselho Nacional de Assistência Social acaiou representação do instituto. A dívida com o INSS, somando a cobrança de diferentes períodos, alcança cerca de R$ 2 bilhões.

Por que a filantropia é importante para a manutenção do serviço?
Se a Emater/Ascar perder a filantropia em definitivo, corre o risco de quebrar. O patrimônio da empresa é inferior a R$ 30 milhões e a receita anual gira em torno de R$ 290 milhões.

A Emater/Ascar cobra pelo serviços que presta?
A entidade não cobra serviços de assistência técnica prestados ao produtor, mas recebe em projetos de crédito para o setor rural, como seguro agrícola e Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar, e em serviços de classificação e certificação de produtos para empresas.

Por que o caso voltou à tona?
Com a dívida com o INSS se acumulando, a Emater/Ascar passou a correr o risco de ter as contas bloqueadas, o que impediria a operação dos serviços. Em 2011, políticos e representantes de entidades ligadas ao campo entraram com ação popular e conseguiram uma liminar assegurando a filantropia da empresa. Esta liminar foi mantida em três oportunidades (no período de janeiro a setembro de 2013) pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF). Em outubro do ano passado, porém, uma nova decisão judicial extinguiu a liminar alegando que não caberia, neste caso, ação popular. Agora, os defensores da manutenção da filantropia pedem que o tribunal reestabeleça a liminar, mesmo antes de analisar em definitivo o recurso de apelação, evitando o prosseguimento das ações de execução que a União move contra a Ascar.

 

Fonte: Agito RS

Notícias:

16/01/2019 09:12

TRÂNSITO: Caminhão tomba e deixa motorista ferido na ERS 591 entre FW e Ametista do Sul - RS

Por volta das 19horas desta terça-feira (15)  um caminhão Mercedes-Benz placas de Frederico Westphalen tombou na ERS 591 na localidade de Castelinho - Frederico Westphalen.  O caminhão estava carregado com  sacos adubo e seguia em direção ao distrito de Castelinho quando na...
16/01/2019 09:03

GERAL: Músico ijuiense morre após receber descarga elétrica no Paraná

O músico e empresário Sandro Dreher, conhecido como “Sapa”, morreu na cidade de Palotina, interior do Paraná, quando trabalhava na montagem de uma estrutura de som para um evento no município. Ele sofreu uma forte descarga elétrica e não resistiu. Dreher completaria 47 anos no próximo dia 15 de...
16/01/2019 08:48

LOTERIAS: Mega-Sena, concurso 2.115: ninguém acerta as seis dezenas e prêmio vai a R$ 27 milhões

Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 2.115 da Mega-Sena, realizado na noite desta terça (15) em Piratuba (SC). O prêmio acumulou. Veja as dezenas sorteadas: 04 - 19 - 27 - 35 - 40 - 44. A quina teve 75 apostas ganhadoras; cada uma levará R$ 23.377,95. Outras 4.470 apostas...
16/01/2019 08:42

PLANTÃO POLICIAL: Brigada Militar apreende adolescente por tráfico de drogas em Três Passos - RS

No final da tarde desta terça-feira (15), por volta das 19h30min durante patrulhamento de rotina no loteamento Dona Vanda em Três Passos, uma guarnição da Brigada Militar avistou três indivíduos em atitudes suspeitas. Os Policias Militares tentaram efetuar a abordagem, mas os mesmos fugiram em...
16/01/2019 08:34

BOMBEIROS: Enxame de abelhas ataca e mata animais no Itaí, em Ijuí - RS

Um enxame de abelhas atacou diversos animais entre cachorros, porcos e galinhas em uma propriedade rural no interior de Ijuí, no distrito de Itaí. As pessoas que residem na propriedade tiveram que se trancar dentro de casa para não serem atacadas pelas abelhas. Um cachorro acabou morrendo no...
15/01/2019 17:23

GERAL: Bolsonaro assina decreto que flexibiliza a posse de armas

O presidente Jair Bolsonaro assinou hoje, 15 de janeiro, durante cerimônia no Palácio do Planalto, o decreto que regulamenta o registro, a posse e a comercialização de armas de fogo no país, uma das principais promessas de campanha do presidente da República. “Como o povo soberanamente decidiu,...
15/01/2019 17:07

PLANTÃO POLICIAL: Mulher é surpreendida com ladrão dentro de casa, nesta manhã em Três de Maio - RS

Uma mulher moradora da Rua Padre Cacique no bairro Glória em Três de Maio, foi surpreendida pela presença de um ladrão dentro de um dos quartos da casa. A invasão e tentativa de furto, ocorreu por volta das 11he15min desta terça-feira (15), no momento que a dona de casa foi até a parte dos...
15/01/2019 16:59

TRÂNSITO: Acidente na BR 468 deixa pessoa ferida em Campo Novo - RS

Uma saída de pista seguida de capotamento deixou uma pessoa ferida, por volta das 18 horas, desta segunda-feira, 14, em Campo Novo. O acidente envolveu uma Ford Courier, emplacada em Três Passos, que seguia pela BR 468, no sentido Bom Progresso...
15/01/2019 16:53

GERAL: Família procura por mulher que desapareceu há dois dias em Cruz Alta - RS

Uma Cruzaltense de de 47 anos está desaparecida desde o último domingo. Leila de Fátima dos Santos saiu de sua casa em Cruz Alta por volta das 18h do dia 13 de janeiro e não foi mais vista desde então. De acordo com o Registro da Ocorrência, ela teria saído de casa com uma mochila e uma...
15/01/2019 11:44

PLANTÃO POLICIAL: Desavença entre vizinhos no início da noite, resulta em tentativa de homicídio em Panambi - RS

Uma desavença entre vizinhos resultou em uma tentativa de homicídio no início da noite desta segunda-feira(14) por volta das 19h20 na Rua Aparcício Guerreiro, no Bairro Armindo João Stahlhofer, na Zona Sudeste da cidade. De acordo com a ocorrência policial registrada na Delegacia de Polícia de...

Contato

TopSul Notícias - O Portal Top em Notícias do Sul!

topsulnoticias@gmail.com
topsulcrissiumalrs@gmail.com

Cel.: (55) 9.9206-0445

Pesquisar no site

-

www.topsulnoticias.com.br - TopSul Notícias & Publicidades

© 2013 - 2018 - Todos os direitos reservados.