"O Portal Top em Notícias do Sul”

TRÂNSITO: Praças de pedágio do Polo de Carazinho serão fechadas no próximo dia 30 - RS

28/12/2013 11:14

Quatro praças de cobrança de pedágio compõem o polo de Carazinho: duas nas BR 285 (entre Passo Fundo e Carazinho e outra entre Carazinho e Santa Bárbara) e duas na BR 386 (entre Carazinho e Sarandi e outra próxima de Soledade).

Seguindo a última orientação judicial, das tantas que envolveram a celeuma dos pedágios no Rio Grande do Sul, com vitórias e derrotas do governo e das concessionárias, as praças de pedágio do Polo de Carazinho serão fechadas na próxima segunda-feira, 30/12, com requintes comemorativos por parte do Governo Estadual.

O governador Tarso Genro estará em Carazinho, às 10h30min, para ato que marcará o fim de mais quatro praças de pedágio na região. O convite ao governador foi formalizado pelo deputado petista Edegar Pretto – coordenador da Comissão de Mobilização pelo Fim do Polo de Pedágio em Carazinho. Deverão participar do ato representações de movimentos sociais, sindicatos, empresas do setor de transporte, trabalhadores autônomos, estudantes, moradores e lideranças políticas. “Tarso Genro aceitou o convite e estaremos numa grande mobilização na praça de pedágio da BR-386”, adianta o parlamentar.

Em março deste ano, o governador esteve em Carazinho aguardando a decisão do Superior Tribunal de Justiça sobre o recurso que tentava cassar a liminar que deu à concessionária o direito de gerir o polo de pedágio da região até o final de dezembro. Embora a data final do contrato fosse março, a Justiça manteve liminar e a cobrança foi estendida até dezembro. Carazinho é o único município gaúcho que tem praças de pedágio numa distância menor que 15 quilômetros da área central, o que deixa moradores sitiados. Quatro praças de cobrança de pedágio compõem o polo de Carazinho: duas nas BR 285 (entre Passo Fundo e Carazinho e outra entre Carazinho e Santa Bárbara) e duas na BR 386 (entre Carazinho e Sarandi e outra próxima de Soledade).

Mais de 570 km de rodovias federais serão assumidos pelo Ministério dos Transportes e não há previsão de cobrança de pedágio. No total, 10 praças serão desativadas em quatro rodovias federais. Os trechos serão conservados pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (DNIT), que já fez a licitação das empresas que farão a manutenção das estradas federais.

 

Fonte: ClicSoledade  

Post. Eloídes Nunes.

 

Contato

TopSul Notícias - O Portal Top em Notícias do Sul!

topsulnoticias@gmail.com
topsulcrissiumalrs@gmail.com

Cel.: (55) 9.9148-8420

Pesquisar no site

-

www.topsulnoticias.com.br - TopSul Notícias.

© 2013 - 2017 - Todos os direitos reservados.