"O Portal Top em Notícias do Sul”

SOLIDARIEDADE: Menina gaúcha que teve couro arrancado por trator precisa de ajuda - RS

27/11/2013 06:59

Uma família de São Francisco de Assis, na Região Central do Rio Grande do Sul, precisa de ajuda para dar continuidade ao tratamento da filha. Há pouco mais de dois meses, a menina de seis anos de idade sofreu um grave acidente e teve a maior parte do couro cabeludo arrancado.

A menina Talyta Carvalho Lamberty estava em um pequeno trator com o pai, na propriedade rural da família, quando caiu e ficou com o cabelo preso em uma peça do veículo. O acidente aconteceu quando ela voltava da lavoura com o pai, no interior de São Francisco de Assis).

“No momento, ele não viu porque estava dirigindo. Ele não sabe como ele desligou aquela máquina para socorrer ela. Ele pegou ela, mas ela já estava sem o cabelo. Ele não conseguiu saber como foi, mas a gente acha que pegou a ponta do cabelo e puxou”, conta a mãe da menina, a agricultora Amelia Gonçalves de Carvalho.

Por causa da gravidade da lesão, Talyta foi transferida para um hospital de Santa Maria e depois para outro em Porto Alegre. Médicos de várias especialidades cuidaram dela. A menina passou por mais de 15 cirurgias, principalmente enxertos de pele, para refazer o couro cabeludo.

“Lamentavelmente, o caso dela teve uma perda de quase 90% do couro cabeludo. Ela só ficou com uma área de quatro a cinco centímetros de couro cabeludo e cabelo. Então, é uma área que nunca mais vai ter cabelo”, diz o medito Renato Matta Ramos, especialista em microcirurgia.

“Quando ela acordou, ela ficou bem abalada. Ela chorava muito, dizia que ninguém ia aceitar ela, que seria difícil. Ela se achava feia, dizia que estava careca. Foi difícil para ela, para nós também, mas depois ela foi aceitando”, acrescenta a mãe da menina.

Além de todos os cuidados que a Talyta vem recebendo desde que sofreu o acidente, um aspecto tem sido fundamental para a recuperação dela. O carinho. E não apenas da família e dos amigos. Durante o período em que ficou internada, a menina conquistou a equipe do hospital São Lucas da PUCRS, na capital.

“Geralmente, o médico tenta não se envolver muito sentimentalmente. Mas, nesse caso, não dá, né? A gente acaba se envolvendo emocionalmente”, diz o médico.

Talyta vai sentir saudades dos novos amigos que fez no hospital. Mas é por um bom motivo: voltar pra casa. Após dois meses internada, ele deve receber alta no início da tarde desta terça-feira, 26.

“Não sei como ela vai reagir ao sair daqui, porque aqui ela está bem, mas não sei como vai ser quando ela sair. É tudo difícil, vai ser outra vida, outra história. Mas eu sinto que ela está se recuperando bem. É uma menina especial. Já era especial, agora vai ser bem mais”, diz a mãe.

A produtora rural conta que vai ter que parar de trabalhar para se dedicar exclusivamente ao tratamento da filha. Uma vez por semana, elas terão que ir de São Franciso de Assis a Santa Maria para trocar o curativo.

A menina ainda vai precisar de terapia e, futuramente, cirurgia de reparação estética. Por isso, a família está precisando de ajuda para custear o tratamento. Quem quiser ajudar, pode entrar em contato com a família pelos telefones (51) 9693-6819 ou (55) 9615-9210.

Localização
Localização de São Francisco de Assis
Localização de São Francisco de Assis no Rio Grande do Sul

Fonte: G1 RS/Foto: Reprodução

Post. Eloídes Nunes

Contato

TopSul Notícias - O Portal Top em Notícias do Sul!

topsulnoticias@gmail.com
topsulcrissiumalrs@gmail.com

Cel.: (55) 9.9148-8420

Pesquisar no site

-

www.topsulnoticias.com.br - TopSul Notícias.

© 2013 - 2017 - Todos os direitos reservados.