"O Portal Top em Notícias do Sul”

Por que algumas rolhas para vinho não são mais de cortiça?

31/07/2013 02:28

É que, de dez anos para cá, pintou concorrência das rolhas feitas de plástico e alumínio. Nesse período, as rolhas moderninhas abocanharam 30% do mercado. Além de serem mais baratas - custam em média R$ 0,50, contra até R$ 5 das tradicionais -, as rolhas de plástico garantem mais vedação, barrando totalmente a entrada de ar na garrafa. Isso funciona muito bem para vinhos brancos, porém não seria, em tese, ideal para vinhos tintos, que precisam de um leve "respiro" proporcionado pelas rolhas de cortiça. Por outro lado, a rolha tradicional tem lá seus inconvenientes: obriga o armazenamento das garrafas na horizontal e pode alterar o gosto da bebida por causa de fungos. O principal argumento de quem prefere a cortiça é a tradição: as rolhas desse material existem desde o ano 3000 a.C., pelo menos. Além disso, muitos consumidores de vinho curtem colecionar rolhas de cortiça com o emblema do produtor gravado. Para os entusiastas do plástico, pesa a praticidade - dá para abrir o vinho desrosqueando - e o desapego às tradições.

por Diogo Ferreira Gomes

Contato

TopSul Notícias - O Portal Top em Notícias do Sul!

topsulnoticias@gmail.com
topsulcrissiumalrs@gmail.com

Cel.: (55) 9.9148-8420

Pesquisar no site

-

www.topsulnoticias.com.br - TopSul Notícias.

© 2013 - 2017 - Todos os direitos reservados.