"O Portal Top em Notícias do Sul”

JUSTIÇA: Rio Grande: condenado a mais de 22 anos homem que matou esposa

12/08/2013 11:44

Foi condenado a 22 anos e seis meses de prisão em regime fechado Idiomar Cunha Santana, 48, pelo homicídio duplamente qualificado (por motivo torpe e com meio que dificultou a defesa da vítima) da esposa, Darli Klumb Santana, à época com 40 anos. A sessão do Tribunal do Júri de Rio Grande que julgou o caso ocorreu nesta quarta-feira, 7. Pela acusação, atuou em plenário o Promotor de Justiça Márcio Schlee Gomes. O réu não compareceu ao julgamento. Ele está foragido desde 2010.

O CASO

O julgamento ocorreu no mesmo dia em que são comemorados os sete anos de existência da Lei Maria da Penha. O homicídio ocorreu na noite de 17 de janeiro de 2008, por volta das 21h30min. Idiomar Santana, então com 43 anos, matou a esposa com um tiro na testa. Ela chegou a ser socorrida por familiares, mas morreu a caminho do hospital. Os filhos do casal tinham, na época, três e 12 anos. A morte ocorreu porque o homem não aceitou o fim do casamento.

Idiomar Santana foi preso uma hora depois de cometer o crime. Em 2010, ele foi beneficiado por um habeas corpus, mas sua prisão foi decretada meses depois. No entanto, ele permaneceu foragido. Informações sobre o paradeiro do réu podem ser repassadas à Promotoria de Justiça de Rio Grande pelo telefone (53) 32315506.

FONTE: MP RS

Post. Eloídes Nunes.

Contato

TopSul Notícias - O Portal Top em Notícias do Sul!

topsulnoticias@gmail.com
topsulcrissiumalrs@gmail.com

Cel.: (55) 9.9148-8420

Pesquisar no site

-

www.topsulnoticias.com.br - TopSul Notícias.

© 2013 - 2017 - Todos os direitos reservados.